facebooktwitter2FlickrYouTube

Português (Brasil)English (United Kingdom)Español(Spanish Formal International)
Como a Mimulus se encaixa na contemporaneidade?

Marcelo Galvão


mimulus joo_observatrio2Sabemos que as danças de salões acontecem em festas sociais ou apresentações coreográficas. Na mídia, ela é reafirmada em programas como Dança dos Famosos e O Melhor da Dança, com coreografias espetaculares ou "coreografia-show".

A Mimulus Cia de Dança apresentou o espetáculo Por um Fio,na programação do VIAVADANÇA Festival Internacional. Ali, percebe-se um novo modo de levar à cena as danças de salões, um modo preocupado com investigação de movimentos e composição coreográfica.

Seis bailarinos com corpos tecnicamente treinados execultam passos sicronizados durante todo o espetáculo. É evidente dentro da pesquisa da Mimulus os corpos de salões (corpos cuja técnica-base são as danças de salões).

Por um Fio é encantador pela plasticidade cênica e de fácil acesso, seja no cenário com seus emaranhados de fios, nos vídeos que reproduzem as conexões com linhas, nos figurinos que trazem bordados e cruzamentos nas cenas visuais.

Certamente a pesquisa coreográfica da Mimulus se encontra na contemporaneidade da dança, preocupada com o fazer artístico, o trabalho colaborativo e as relações figurino-cenário-bailarino-iluminação-trilha sononora. Mostra que as danças de salões vêm ganhando outros formatos para a cena, nos quais os corpos são apresentados com possibilidades múltlipas de encaixe e imbricamentos.

Marcelo Galvão é coreógrafo, dançarino e pesquisador de danças de salão

 

// More articles