facebooktwitter2FlickrYouTube

Português (Brasil)English (United Kingdom)Español(Spanish Formal International)
Do impulso à emoção

billQuatro obras da norte-americana Bill Young / Colleen Thomas & Co. ilustram a fisicalidade como força motora nas criações da companhia

A norte-americana Bill Young / Colleen Thomas & Co. mostra quatro peças do seu repertório numa mesma sessão, em apresentação única, dia 26 (quinta-feira), no Teatro Vila Velha, às 20h, com ingressos a R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia), na programação do VIVADANÇA Festival Internacional, que, entra na reta final em Salvador.

A apresentação da Bill Young / Colleen Thomas & Co. começa com um par de trabalhos para homens. Primeiro, um trio, Idle; depois, Damsel, um trabalho mais silencioso de Colleen Thomas para um solista que se move contra obstáculos que ele sente à sua frente enquanto tropeça sobre aqueles que vêm de dentro.

O ponto alto do programa, For Want (a Circus), de Bill Young, explora uma paleta de personagens, apresentando um alcance variado de imagens e uma fuga de dançarinos ricocheteando contra as paredes do teatro, em aspectos de exagerada individualidade e estilo contemporâneo.

O programa completa-se com Off (for Pedro and Ildikó), também de Young, uma sensual visita ao momento de entrega de um casal ao beijo. Este encontro íntimo e pessoal é oferecido ao público, com uma projeção que envolve os dançarinos no palco.

Interações

A companhia é reconhecida pelo seu trabalho com a fisicalidade – os movimentos tombam uns aos outros com a intensidade e urgência, enquanto desenham um mundo coreográfico de alcance emocional. Ao mesmo tempo abstrata e intensa, sua dança parte de uma investigação do imediatismo das interações humanas e do fascínio e poder expressivo do impulso puramente físico.

O trabalho da Companhia já foi apresentado em países como Estônia, Alemanha, Áustria, Eslováquia e Hungria até Portugal, Taiwan, Brasil, Peru e Venezuela. O impacto da intercâmbio mundial da Companhia tornou-se evidente na composição deste verdadeiro grupo internacional de dançarinos – que incluiu nos últimos anos artistas da Grécia, Alemanha, Cabo Verde, Venezuela, Albania e China.